Para que serve uma ontologia?

     A primeira vez que ouvi a palavra ontologia foi durante o encontro do ERBASE em Salvador há alguns anos atrás, não fazia ideia do que se tratava e naquele momento não me interessei em entender. Mas ano passado o tópico ressurgiu durante uma aula de Raciocínio e Conhecimento do mestrado em Computação da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

     A matéria tem como proposta discutir sobre tópicos como representação de conhecimento e no raciocínio (inferência) em lógica de predicados de primeira ordem, raciocínio aproximado ou lógica dos conceitos “vagos” (Lógica Fuzzy) e outros tópicos relacionados, dentre estes, o estudo do conceito e aplicação de Ontologias, que são uma forma de representação do conhecimento em um domínio com o intuito de facilitar a troca de informações. É útil para:

  • Fazer inferências explícitas a respeito do domínio
  • Permitir reutilização do conhecimento do domínio.
  • Compartilhar o conhecimento comum sobre um domínio

     Para que uma especificação seja considerada verdadeiramente uma ontologia, ela deve ser expressa em linguagem formal que seja suscetível de compreensão pelo computador, definindo os conceitos e classificações de forma explícita, referentes a uma determinada área do conhecimento, havendo, com isso, um consenso quanto a estes conceitos utilizados. Mas em termos práticos, como é uma ontologia? Veja a imagem abaixo:

ontologia vinhos

Exemplo de ontologia de Vinhos na ferramenta Protégé.

     A imagem acima mostra um exemplo de uma ontologia voltada ao domínio dos tipos de vinhos, as setas indicam as seções referentes ao nível de detalhamento, ontologias podem retratar o contexto de forma mais abrangente(top level), até um nível bem específico(bottom level) que seriam as ontologias de aplicação. A decisão do nível de especificidade fica de acordo com o criador da ontologia e o propósito desta.Veja que no topo da hierarquia temos a entidade Vinho, logo abaixo os tipos principais conhecidos como branco, tinto e rosé e dentro de cada novas seções categorizando por tipo de uva e outras características.

     Nas próximas semanas estarei desenvolvendo uma ontologia voltada à um ambiente inteligente(Smart Home) com intuito de criar um modelo capaz de identificar as possíveis atividades executadas por  um indivíduo. Foi um post pequeno apenas para apresentar uma nova ideia aprendida, ontologia são legais no fim das contas kkkkk.

Até a próxima

Um comentário sobre “Para que serve uma ontologia?

  1. Pingback: OWL 2 – Web Ontology Language | Rodrigo R. Ferreira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s